TemRedE - Trabalhar em Rede na Educação? Discursos e Estratégias do Poder Autárquico em Torno do Sucesso e Abandono Escolares

Data Inicio: 2010-03-22 | Data Fim: 2013-09-21

Valor: 161000.00 €

Valor CETRAD: 5965.00 €

Financiador: Fundos FEDER através do Programa Operacional Fatores de Competitividade – COMPETE e por Fundos Nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia no âmbito do projeto

Grupo de Investigação: Turismo, Identidades e Património Cultural

Linha de Investigação: Turismo & Desenvolvimento

Coordenador Geral: Helena Costa Araújo

Coordenador CETRAD: Maria Isabel Barros Morais Costa

Membros Envolvidos:

Armando Paulo Ferreira Loureiro ; Maria Isabel Barros Morais Costa ;

Parceiros:

CIIE - Centro de Investigação e Intervenção Educativas ;

Documento: Não existe


Descrição:

A problemática do projecto centra-se na análise do envolvimento das autarquias locais na promoção do sucesso escolar no ensino básico. Mais precisamente, centra-se na análise da acção e do papel das autarquias locais no combate ao abandono escolar, considerado como um indicador de insucesso escolar global. Trata-se de uma questão central no actual quadro das novas competências e papeis destas instituições políticas, em particular em perspectivas de trabalho em rede, procurando que várias instituições, que não apenas o estado central, possam dar contribuições significativas para ultrapassar problemas identificados como o do abandono escolar. À luz de perspectivas de justiça social, de cidadania e de direitos sociais, o abandono e insucesso escolares, que atingem em particular grupos sociais específicos (relacionados com classe social, género, origem étnica) ganham uma dimensão que não pode ser aceite passivamente. As políticas e práticas sociais necessitam encontrar formas de os combater. Identificar, perceber e caracterizar os discursos, produzidos nas/pelas autarquias acerca desta questão, realizar um levantamento das suas estratégias e actividades desenvolvidas nesta área e perceber o impacto das mesmas junto de associações de pais, direcções de escolas/agrupamentos e de docentes directamente envolvidos nas actividades são finalidades centrais do projecto. Trata-se assim de três dimensões de análise: os discursos, as estratégias e acções realizadas e a análise dos seus impactos. O projecto estrutura-se através de três grandes fases. A primeira será uma etapa exploratória e extensiva, que identificará e selecionará os concelhos com maiores taxas de abandono escolar e, simultaneamente, fará uma caracterização social, económica e cultural dos mesmos, contextualizando estes processos. É, portanto, uma fase de levantamento, de diagnóstico. A concretização desta etapa será feita através da recolha de dados provenientes do Ministério da Educação e suas instituições regionais/distritais e de outras instituições que se revelem pertinentes, tais como o PETI e o INE. Será a partir dos dados recolhidos que se fará a selecção das autarquias dos concelhos com maiores taxas de abandono escolar. Trata-se de construir uma amostra intencional com os casos considerados mais significativos, que passarão a ser as nossas unidades de análise. O estudo dos casos seleccionados corresponde à segunda etapa do projecto. Trata-se de uma etapa de investigação intensiva/qualitativa. Será neste período que se fará a análise das formas de intervenção das autarquias no combate ao abandono escolar, e no desenvolvimento do sucesso escolar, através do estudo de dimensões já mencionadas: discursos produzidos, estratégias e actividades realizadas. Recorrer-se-á à análise documental (relatórios, nomeadamente), e à realização de entrevistas. Estas serão feitas com responsáveis políticos das autarquias e com técnicos ligados às actividades promovidas. Por fim, na sua terceira fase, o projecto prevê a realização de uma análise do impacto da intervenção das actividades desenvolvidas pelas autarquias, visto, como já se referiu, pelas direcções das escolas/agrupamentos, por professores e por associações de pais locais. Esta etapa far-se-á através da realização de entrevistas a informadores privilegiados. As equipas dos três centros de investigação - Centro de Investigação e Intervenção Educativas (CIIE/FPCE/UP), Centro de Investigação em Educação da Faculdade de Ciências (CIE-FCUL) e Centro de Estudos Transdisciplinares para o Desenvolvimento (CETRAD - UTAD) - ainda que seguindo os mesmos processos e caminhos medotológicos, e trazendo cada uma os seus contributos diferenciados para a construção do olhar para a especificidade deste problema - centrarão o seu trabalho nos concelhos seleccionados das suas áreas de influência. Os concelhos do distrito de Braga, Porto, Aveiro e Coimbra estarão mais sob o foco da equipa do CIIE /FPCEUP), os concelhos da Grande Área Metropolitana de Lisboa, Alentejo e Algarve a cargo da equipa do CIE-FCUL, e os distritos de Viana do Castelo, Bragança e Vila Real, sob o foco da equipa do CETRAD). O Projecto terá como uma das suas finalidades a formação de jovens investigadores, em cada Centro de Investigação, contribuindo assim para a formação de peritos investigadores nesta área.